Make your own free website on Tripod.com
Iscas

Soft Baits :

Black Bass :  As iscas mais produtivas são as iscas que trabalham no fundo , com destaque para as soft baits , ( minhocas plásticas , Salamandras etc. ) .
A pesca com este tipo de iscas é uma das mais técnicas que se tem noticia , pois exige uma sensibilidade muito grande do pescador e precisão no momento da fisgada que deve ser firme e forte .
A isca deve fazer pequenos saltos no fundo , o que é conseguido com movimentos da vara , para cima e depois deixando a isca tocar novamente o fundo , após a isca tocar o fundo se recolhe a linha que sobrou , os movimentos devem ser lentos , e a atenção do pescador constante , pois quando pega a isca o Black Bass o faz de forma sutil .
Muitas vezes parece um enrosco , nesta situação tencionamos um pouco a linha e percebemos um ou dois pequenos toques na linha , esse é o momento da fisgada !Outras vezes percebemos ainda durante a queda da isca ao fundo que a linha se desloca lateralmente , como se algo a carrega-se lentamente para um determinado lado , 3 ou 4 segundos e vem o momento de fisgar forte .As cores das iscas também podem influir no resultado da pescaria , é aconselhável experimentar varias cores até encontrar a que os peixes estão atacando no dia , uma regra que vale para qualquer tipo de iscas é a de usar iscas claras quando a água está clara e iscas escuras quando a água esta mais turva .
Boas iscas alem de macias , tem um óleo atrativo impregnado na borracha , este óleo , proporciona ao pescador alguns segundos a mais para poder perceber o peixe e dar a fisgada , o Black Bass quando coloca a isca na boca logo percebe que não é um alimento natural , o rapidamente solta a isca , o óleo serve para engana-lo alguns segundos dando mais chance ao pescador de fisgar
Existem diversas técnicas para a montagem da isca na linha , a mais simples é o sistema Texas Rig , onde o anzol ( especial para soft baits ) é atado em uma linha líder transparente , acima do anzol é colocado o chumbo ( cônico especial ) que deve ficar solto na linha .
O sistema Doodling é basicamente o mesmo , mas é colocado uma miçanga entre o chumbo e o anzol , a fim de chamar a atenção do peixe pelo brilho e pelo barulho da miçanga .
No sistema Carolina , é colocado um girador segurando a miçanga e o chumbo na linha , e o lider transparente na outra ponta do girador , este lider pode variar de 30 a 70 cm. e o anzol é atado na extremidade deste lider , este método permite um trabalho mais leve da isca mas o pescador tem de ter uma maior sensibilidade para perceber o peixe .
Tucunaré : Estas iscas podem ser usadas quando encontramos os Tucunarés em estruturas difíceis de trabalhar iscas de superfície montadas com garatéias .
As soft baits mais usadas são as que imitam pequenos peixes , a ponta do anzol fica escondida dentro da isca evitando assim que ela se prenda nas estruturas com facilidade .


Para saber mais sobre as " soft Baits "    clique aqui
 

Plugs :    As iscas de barbelas ( plugs )  são imitações de peixes e crustáceos com barbelas de plástico ou metal , iscas com barbelas pequenas trabalham próximas a superfície , enquanto iscas com barbelas maiores trabalham em maiores profundidades .
O trabalho destas iscas geralmente é o de recolhimento continuo , mas podemos fazer algumas paradas para que as iscas flutuem , estas paradas são úteis , porque alem de variarmos a profundidade de trabalho , controlando o tempo desta parada , podemos escapar de determinados enroscos fazendo as iscas passarem pôr cima deles .

Jigs :    Estas iscas são usadas como uma opção para lugares fundos ou no inverno , quando os peixes vão para águas mais fundas e quentes .

O trabalho destas iscas é muito parecido com o das soft baits .
Muitas vezes usamos pequenas minhocas plásticas no anzol do jig , isso proporciona ao peixe um atrativo maior pôr dar mais volume e cor ao jig !
Outra forma de se trabalhar os Jigs é o recolhimento continuo arrastando a isca pelo fundo , com toques de ponta de vara .

RattilinsEstas iscas são muito eficientes pois produzem um som muito atrativo quando trabalhadas com recolhimento constante ou com fortes puxões e pausas .
O pescador deve sentir a isca " vibrando " na vara ao trabalhar esta isca , caso contrario o unico atrativo sera o colorido destas iscas .
São fatais em locais limpos , trabalham em diversas profundidades , ( não flutuam ) mas tem o inconveniente de enroscarem facilmente suas garatéias nas estruturas do fundo .
 

Iscas de superfícieAs mais emocionantes iscas para a pesca do Black Bass e do Tucunaré ,  são sem duvida as iscas que trabalham na superfície , pois podemos ver a explosão do ataque do peixe a estas iscas !
Para o Black Bass são mais eficientes no verão , quando o Black Bass é encontrado em profundidades menores , estando mais ativos sobem mais facilmente na superfície .
Para o Tucunaré , são as iscas preferidas de 9 entre 10 pescadores esportivos !
Iscas como popers , zaras , sticks e hélices são as mais usadas , e o trabalho deve ser lento para o Black Bass , e normalmente com toques de ponta de vara , segundo a característica de cada isca .
 



 
 


 


 
 

Tralha

Para Black Bass :

Varas : ação leve ou média  com 6 pés .

Carretilhas ou molinetes : pequenos e médios , a escolha entre carretilhas ou molinetes é uma escolha pessoal de cada pescador .

Linhas : 8 a 12 lbs , para a pesca com soft baits é aconselhável o uso de linha 12 lbs .

Anzol :    Especiais para soft baits , 1/0 a 3/0

Diversosgiradores , snaps , miçangas , óculos polarizados

Maquina fotográfica : Lembre-se a maquina fotográfica é o saburá do pescador esportivo ! pratique o

                                                 pesque & solte   !
 

Para Tucunarés :

Varas: ação média-pesada ou pesada com 6 a 7 pés .

Carretilhas ou molinetes : Equilibrados para as varas , a escolha entre carretilha ou molinete é uma escolha pessoal do pescador .

Linhas : 20 a 35 lbs

Diversosgiradores , snaps , óculos polarizados

Maquina fotográfica : Lembre-se a maquina fotográfica é o saburá do pescador esportivo !